Importação de aço: Cuidados na hora de importar para não corroer seus ganhos

Postado em 25/05/2022


importação de aço

O aço: um produto importante para vida moderna

AVISO: SE VOCÊ FOR UMA MULTINACIONAL NÃO LEIA ISSO

O aço é um insumo importante para várias cadeias produtivas. Você já pensou em fazer, por exemplo, uma máquina, carro ou equipamento sem ele? Quase impossível pensar em processos de fabricação sem a utilização do aço! Por isso nesse post você irá aprender um pouquinho sobre a importação deste produto.

Importante ressaltar que, como passamos por uma pandemia nos últimos anos, houve um grande desabastecimento de aço e forte alta nos preços e, agora, é o momento para analisar, estrategicamente, se a importação desse material não é mais vantajosa para a empresa do que comprar nacionalmente. 

Na nossa opinião é que mesmo com tantas tributações e sendo negociado em dólar, o cenário para o aço nos dias de hoje está mais vantajoso para a importação e não para a compra em território nacional.

 

Quais são as primeiras coisas a se pensar para importar?

Bom, os primeiros passos para fazer qualquer importação é adequar sua empresa aos procedimentos e normas da Receita Federal, habilitando o Radar e o SISCOMEX e para isso seu despachante ou seu contador podem te auxiliar nessa missão inicial. 

O próximo passo é encontrar fornecedores, cada um possui qualidade e preços distintos.

Após isso, é importante que para que você saia realmente em vantagem na importação, já que os preços internacionais são mais interessantes e dinâmicos, sua sistemática de importação seja eficaz para que tudo que você economizou comprando o aço fora do Brasil não gaste no momento do desembaraço aduaneiro.

Por isso, há a importância de fazer o planejamento da importação, onde você irá identificar todos os custos envolvidos, o frete, as despesas portuárias, custos, taxas e impostos a pagar. Além de provisionar possíveis despesas adicionais, caso a mercadoria fique parada no porto por alguma precaução que não foi realizada.

 

Para importar, o que eu preciso saber para que seja mais ágil?

O desembaraço da importação pode ser feito em qualquer porto ou aeroporto do país, sendo o Estado em que a empresa se localiza o mais vantajoso para isso.

Caso você contrate um despachante aduaneiro é importante acompanhar junto a ele os procedimentos, tais como: as conferências de mercadorias, por amostragem ou a total, sobre o produto que está sendo embarcado e a vistoria acerca do acabamento , nas medições e etc. Muito importante se atentar também, na checagem no peso da mercadoria pois pode acarretar altos custos de armazenagem por pesagem errada e o prazo de correção gastos no destino,  com certeza, gerará sobrestadia (demurrage) de container caso venha pelo porto. É necessário também verificar se foi feita a correta etiquetagem para que não haja divergência entre o peso e o volume na atracação, caso seja via aérea.

 

Na importação do aço, quais são os custos tributários?

Com a importação do aço temos que verificar quais tributos incidem sobre essa importação. Há tributos federais e estaduais incidentes.

Na esfera federal temos que observar a classificação principal pela NCM  para descobrirmos qual a alíquota de IPI que irá recair sobre a mercadoria. Os NCMs do aço  mais usados são os números 73.25 e 73.26 que são outras obras moldadas, de ferro fundido, ferro ou aço e outras obras de ferro ou aço, incidindo sobre ele a alíquota de IPI de 0 a 6,5%. Temos também, como imposto federal o imposto de importação cuja alíquota é de 12%.

Entretanto, temos notícias fresquinhas sobre a alíquota do IPI, que para conter a inflação, o Governo Federal está preparando uma medida para ZERAR a alíquota do aço. É um super incentivo para você importador, não é? 

Já na esfera estadual temos que pensar no ICMS que, no estado de São Paulo, tem sua alíquota de 12% incidente sobre o aço.

 

Conte com a gente!

Nós, da FBB advogados, estamos sempre nos atualizando para trazer aqui no blog os detalhes tão importantes para manter sua importação menos custosa e mais ágil!

Para se manter atualizado sobre Comércio Exterior é só ficar ligado aqui no blog e se quiser saber mais sobre o assunto ou tiver alguma dúvida,entre em contato conosco pelo nosso WhatsApp.

Deixe seu comentário
Categorias:

Tags: importação de aço,importação e exportação,advogado aduaneiro


Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!
0 comentários